Como amamentar? – para iniciantes

Suspeita de Infertilidade?
4 de abril de 2018
Tudo sobre a ENDOMETRIOSE- a doença das mulheres.
18 de abril de 2018

O momento da maternidade é muito importante para todas as mulheres. São nove meses preparando o corpo, cuidando bem da alimentação, consultas médicas, enxoval… mas quando o nascimento acontece, vem um ponto muito importante: A AMAMENTAÇÃO.

Para se preparar para este momento, não há nenhum exercício prévio. Apenas a informação e leitura é o suficiente. Porém, a amamentação no seio exige paciência e prática.

 

O ideal é COMEÇAR CEDO. Nas primeiras horas após o parto, o leite que desce é o COLOSTRO.  Quase transparente, amarelo claro. Ele protege contra infecções  e alergias e acelera a maturidade intestinal. Começar a  amamentação cedo é importante pois o instinto de sucção do bebê é forte.

 

Entre 48 e 72 horas, começa a descer o leite maduro e ocorre a apojadura. O teor deste leite é perfeito para o crescimento e desenvolvimento cerebral do bebê, de fácil absorção e digestão.

 

Agora você precisa ENCONTRAR A POSIÇÃO CORRETA.

Um ambiente calmo e acolhedor é o melhor lugar para ambos. A boca do bebê deve estar bem aberta e o bico do seu seio o mais dentro dela o possível. A posição mais utilizada para a amamentação é a de barriga (mãe) com barriga (bebê). Mas também existe a posição invertida e com o bebê sentado.

 

A amamentação correta nunca pode ser dolorosa. O bebê deve abocanhar o mamilo, toda a parte inferior e metade da parte superior da aréola. Preste atenção também para que a mama não cubra o nariz do bebê, principalmente nos casos nos quais a mama for volumosa.

 

Comece fazendo massagem na mama que será oferecida ao bebê, com quatro dedos, em sentido horário e descendo da base para o mamilo. Em seguida, fazer ordenha e hidratar o mamilo com o leite materno antes de apresentá-lo ao bebê.

 

Nos primeiros dias, a amamentação ocorrerá com mais frequência. Praticá-la em livre demanda e sem um cronograma rígido no início é bom para o estímulo da produção do leite. Em poucos dias, o bebê entra em uma rotina mais previsível.

O leite materno se refaz no momento em que a mãe dorme, por isso é muito importante o descanso de ambos. O cansaço pode interferir na amamentação.

 

E os MAMILOS?

Podem ocorrer algumas ALTERAÇÕES nos mamilos, como rachaduras, fissuras e o ingurgitamento.

Rachaduras são feridas superficiais e as fissuras mais profundas nos mamilos. É mais provável de acontecer nos primeiros dias de amamentação e também pela sucção incorreta do bebê.

Já o ingurgitamento é caracterizado pelo aumento do volume das mamas, que se tornam duras, aumentas e doloridas. Nesta situação é necessário usar sutiãs de sustentação e bolsa de gelo.

 

Sempre que precisar de uma ajuda, não exite em procurar uma enfermeira ou um parente mais próximo e experiente. No consultório da Dra Adriana de Góes, a enfermeira Cristiane Almeida, está a disposição para auxiliar as mamães.

Se você quer saber ainda mais detalhes sobre a MATERNIDADE, adquira seu exemplar do MANUAL DA GESTANTE aqui  (https://goo.gl/3Qmprn) ou diretamente no consultório da Dra Adriana, sem custo de frete.